Enquete

Quais trechos da Bíblia você consulta mais?
Salmos (24.6%)
Evangelho (20.0%)
Antigo Testamento (17.5%)
Novo Testamento (18.3%)
Outros (19.5%)
 
29/08/2017 - 06h14 - Atualizado em 29/08/2017 - 06h14
Pastoral da Comunicação - Itabuna(BA)
TAMANHO DA FONTE A- A+
Padre Renato Chiera muda a realidade de meninos de rua vítimas de violência no Brasil

 Quinto país do mundo em população, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente o Brasil tem 46 milhões de crianças e adolescentes menores de 14 anos. Censo divulgado pelo Governo Federal mostra que há cerca de 25 mil crianças e adolescentes vivendo nas ruas de 75 cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes. O estudo comprova que a maior parte dessas crianças e adolescentes vivem nessa situação por conta de brigas familiares, violência doméstica e uso de drogas.

A Revista “Bote Fé” deste trimestre, produto da “Edições CNBB” que conta com o apoio da Assessoria de Imprensa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a história do missionário piemontês, padre Renato Chiera, conhecido como “padre de rua” ou “padre das cracolândias”. Ele tenta mudar a realidade dos meninos e meninas de rua no Brasil há mais de 40 anos. O presbítero fundou a Casa do Menor São Miguel Arcanjo, no Rio de Janeiro, em 1986, e desde então ajuda milhares de crianças e adolescentes em situação de risco pessoal. Chiera também dá ênfase ao trabalho com as famílias, com o objetivo de promover a reintegração social dos abrigados.

Atendendo aos apelos do Evangelho expressos no pedido de socorro de diversos meninos nesta situação, padre Renato Chiera fundou a Casa do Menor São Miguel Arcanjo, que de acordo com ele é presença de amor, de família e de oportunidade. “Me sinto identificado com esta maravilhosa missão de ser, com outros, amor de Deus ao lado de quem se sente rejeitado por todos. Descobri que esta é a nova evangelização possível e fecunda para os não amados. O papa Francisco me confirma nesta missão de samaritano que se debruça sobre os caídos, de pastor que sente o cheiro das ovelhas e as procura e carrega no colo as feridas”, afirma.


Em 30 anos de atuação, a entidade já acolheu mais de 100 mil crianças, adolescentes e jovens. Atualmente oferece programas de acolhimento, desenvolvimento comunitário e reinserção social. “Em tantos anos nos chegaram muitos clamores por parte dos nossos meninos, por fome, casa, escola, profissão, futuro, família, visibilidade e protagonismo, mas o grito mais forte foi pela presença de alguém que os faça sentir filhos amados”, sublinha Chiera.

Com o apoio da diocese de Nova Iguaçu e dos jovens da comunidade, o projeto cresceu e se estendeu a outros lugares do Brasil. Hoje está presente em três estados brasileiros: Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas. “Nestes 30 anos, a Casa do Menor não resolveu o problema das crianças e adolescentes do nosso Brasil, fruto e consequência, de muitos abandonos, ausências e exclusões, mas se tornou uma referência para a Igreja e para a sociedade em geral”, observa.

“Muitas dioceses do Brasil nos esperam. Ainda temos o sonho de uma presença na Itália e na África (Guiné Bissau), que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) adotou como missão. Se sonharmos juntos, os sonhos se tornam realidade! A violência é o grito de quem não é amado, a maior violência é ser rejeitado. Existe uma solução? Estes meninos precisam fazer a experiência de ser filhos e precisam de perspectiva de futuro e de inserção na sociedade”, exorta padre Chiera.
Conheça a Casa do Menor: www.casadomenor.org.br. Seja um voluntário!

Fonte:CNBB

 





 

27 de setembro de 2017
X Seminário de Bispos Referenciais da CEB’s e Leigos aprofunda o 14º Intereclesial

27 de setembro de 2017
Tríduo em Louvor São Francisco de Assis

23 de setembro de 2017
AS PARTES DA MISSA

20 de setembro de 2017
Canavieiras foi palco da Semana Missionária

20 de setembro de 2017
Audiência: “Deus não decepciona, confia no abraço de Cristo”

20 de setembro de 2017
Ajude a construir o monumento do Frei Joaquim Cameli!

20 de setembro de 2017
Legião de Maria e o Ministério de Música participam de retiro em Itabuna

20 de setembro de 2017
Adoração ao Santíssimo Sacramento e Santa MIssa

29 de agosto de 2017
A DOENÇA DA MODA

29 de agosto de 2017
Padre Renato Chiera muda a realidade de meninos de rua vítimas de violência no Brasil

29 de agosto de 2017
Bom Jesus da Lapa recebe 15ª Romaria da Pastoral da Criança

29 de agosto de 2017
Dom Murilo presidirá Missa de 7º dia pelas almas das vítimas do naufrágio

123456
       

Copyright 2014 - Paróquia Santa Rita de Cássia - Todos os direitos reservados.